Documentos em discussão pública

Estratégia Nacional para a Saúde da Visão em discussão pública

Estratégia Nacional para a Saúde da Visão em discussão pública

A Estratégia Nacional para a Saúde da Visão, coordenada pela Direção-Geral da Saúde, será submetida, a partir de hoje e até ao próximo dia 26 de julho, a discussão pública

A proposta da Comissão, constituída com o objetivo de expandir e melhorar a capacidade da rede de cuidados primários na área da saúde visual, assenta no desenvolvimento de uma plataforma de cuidados primários ao nível da saúde visual, suportada por pontos de rastreio, que incluem o Rastreio de Saúde Visual Infantil, bem como o rastreio sistemático de retinopatia em todos os doentes diabéticos. Outro dos pilares desta plataforma assenta nos pontos básicos de oftalmologia, para realização de primeiras consultas de forma a libertar a estrutura hospitalar para tarefas de maior complexidade clínica. Por último, a plataforma será constituída também por pontos de observação única para identificação de doença ou fatores de risco para o glaucoma e Degenerescência Macular da Idade nas pessoas com 60 ou mais anos.
 
De uma forma geral, os objetivos da Estratégia passam, essencialmente, por garantir a universalidade dos cuidados de saúde visual à população portuguesa, melhorando a acessibilidade e garantindo a equidade. Procura-se, através do modelo de governação proposto obter ganhos e qualidade em saúde, promover a cidadania e a literacia em saúde, bem como garantir uma monitorização contínua de todo o processo.

Ao nível da rede hospitalar já organizada, a Estratégia propõe a criação prioritária de uma Rede Nacional de Rastreio e Tratamento de Retinopatia da Prematuridade, bem como a reorganização dos serviços de urgência em oftalmologia.

A estratégia apresentada será globalmente suportada por um sistema de informação a desenvolver pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

A Estratégia Nacional para a Saúde da Visão pode ser consultada em www.dgs.pt e os comentários sobre a proposta podem ser enviados para o seguinte endereço de email:  ENSAVI@dgs.min-saude.pt.

Consulta dos documentos: