Histórico de Destaques

Direção-Geral da Saúde reforça parcerias com SICAD e INEM na área da prevenção da violência

Direção-Geral da Saúde reforça parcerias com SICAD e INEM na área da prevenção da violência

Realizaram-se no dia 9 de setembro, duas reuniões entre o Programa Nacional de Prevenção da Violência no Ciclo de Vida da Direção-Geral da Saúde, o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) e o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). 

Estes encontros tiveram como objetivos o reforço do trabalho intrasetorial, nomeadamente estabelecimento de mecanismos de cooperação na abordagem em situações de violência (crianças e jovens em risco, violência interpessoal e violência no setor da saúde), potencialização de sinergias no que respeita aos recursos existentes, reforço da capacitação de profissionais de saúde e sistemas de registo na área da violência. 

O fenómeno da violência, enquanto questão de Direitos Humanos e de Saúde Pública, implica uma atuação integrada baseada em respostas abrangentes em todo o Serviço Nacional de Saúde.  

Dado encontrarem-se numa posição privilegiada pelo contacto com os/as utentes ao longo do ciclo de vida, os/as diversos profissionais e equipas de saúde têm um importante papel na abordagem de situações de violência que se requer cada vez menos remediativo e mais preventivo: 

  • Promover a literacia sobre direitos humanos e uma cultura de não-violência;
  • Fomentar o rastreio e deteção precoce de situações de violência;
  • Avaliar os indicadores de risco de violência;
  • Prestar apoio relativamente a estratégias de segurança, de forma a evitar a escalada do perigo e, no limite, a morte;
  • Garantir uma intervenção assente em princípios de humanização de cuidados;
  • Sinalizar as situações identificadas à Rede Nacional de Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, Equipas de Prevenção da Violência em Adultos e Pontos Focais Institucionais para a Prevenção da Violência no Setor da Saúde;
  • Reforçar mecanismos de articulação intra e intersetorial, através de respostas integradas e de proximidade.

Mais informação: Rede Nacional de NACJR/EPVA