Histórico de Destaques

Relatório n.º 81 da Resposta Sazonal em Saúde - Vigilância e Monitorização

Relatório n.º 81 da Resposta Sazonal em Saúde - Vigilância e Monitorização

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publica hoje o Relatório n.º 81 da Resposta Sazonal em Saúde - Vigilância e Monitorização (17.06.2024 a 23.06.2024). 

Os pontos do resumo desta semana são:

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

Na semana em análise (semana 25 de 2024), observou-se uma subida da temperatura do ar, com valores abaixo do esperado para a época do ano. Na semana seguinte à atual prevê-se uma subida da temperatura do ar. Foi reportado um índice global da qualidade do ar entre muito bom a bom na maioria das estações, e um risco moderado a muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV).

Foram reportadas espécies de mosquitos exóticos e/ou invasores, mas não foram detetadas amostras positivas para agentes patogénicos. Os casos de doenças transmitidas por mosquitos notificados no âmbito do SINAVE foram classificados como casos importados.

A notificação de casos de infeção por SARS-CoV-2 manteve uma tendência crescente, com valores superiores ao pico do último inverno, no entanto inferiores ao do último verão. A linhagem BA.2.86 manteve-se dominante (98,3% entre as semanas 19 e 22 de 2024), sobretudo devido à sublinhagem JN.1 e descendentes, com destaque para o aumento de circulação da sub-linhagem KP.3 (51,3% entre as semanas 19 e 22 de 2024), nova variante sob monitorização de acordo com o ECDC.

No âmbito do Programa Nacional de Vigilância da Gripe, foi reportada uma atividade gripal não epidémica.

Na UE/EEE, na semana 24 de 2024, a atividade de infeções respiratórias manteve-se em níveis basais. A atividade de SARS-CoV-2 aumentou em alguns países; a atividade da gripe sazonal manteve-se reduzida e estável e a atividade do vírus sincicial respiratório (VSR) manteve-se reduzida.

Na semana em análise, a procura do SNS24 aumentou. Os atendimentos triados por “queimaduras” aumentaram, por “náuseas e vómitos” estabilizaram e por “exposição solar” diminuíram. A procura do INEM diminuiu.

Face à semana anterior, o número de consultas médicas nos Cuidados de Saúde Primários do Serviço Nacional de Saúde diminuiu. As proporções de consultas por infeções respiratórias agudas e por gastroenterite diminuíram e a proporção de consultas por desidratação aumentou.

Face à semana anterior, o número de episódios de urgência hospitalar diminuiu. As proporções de episódios por desidratação e por infeções respiratórias agudas diminuíram, e a proporção por vómito, diarreia ou gastroenterite aguda estabilizou. A proporção de episódios com destino o internamento aumentou.

A mortalidade geral esteve de acordo com o esperado ao nível nacional. A mortalidade específica por COVID-19 manteve a tendência crescente, ultrapassando os picos dos últimos inverno e verão, no entanto abaixo do limiar do ECDC.

RECOMENDAÇÕES

Todas as pessoas com sintomas respiratórios agudos, ou teste com resultado positivo para SARS-CoV-2, devem adotar as medidas básicas de prevenção e controlo de infeção, nomeadamente evitar ambientes fechados ou aglomerados e manter distanciamento físico; utilizar máscara sempre que estiver em contacto com outras pessoas ou em espaços de utilização partilhada; etiqueta respiratória; lavagem e/ou desinfeção correta e frequente das mãos; arejamento e ventilação dos espaços interiores, sempre que possível; limpeza e desinfeção de equipamentos e de superfícies, nas áreas onde tocam frequentemente.

A análise sustenta a adoção de medidas de proteção, incluindo evitar exposição ao sol entre as 11h e as 17h, aplicar protetor solar, utilizar óculos de sol com filtro UV, procurar locais à sombra e climatizados e utilizar roupas frescas que cubram o corpo.

Informar-se quanto às previsões meteorológicas e seguir as recomendações da Direção-Geral da Saúde. Mais informação pode ser consultada aqui.

Reforça-se a necessidade de utilização da Linha SNS24 como primeiro ponto de contacto com o sistema de saúde. Em caso de emergência, ligar 112.

Consulte o Relatório n.º 81 da Resposta Sazonal em Saúde - Vigilância e Monitorização (17.06.2024 a 23.06.2024) na íntegra aqui: