Aedes albopictus

Informação geral sobre o mosquito Aedes albopictus

Classificação:

  • Nome do género: Aedes
  • Nome da espécie: albopictus
  • Nome Comum: mosquito tigre asiático

Dispersão global

O mosquito Aedes albopictus é originário das florestas tropicais do Sudeste Asiático. Foi introduzido e disseminado, nos últimos 30 anos, em vários países do mundo, incluindo regiões de Espanha, França, Itália, Alemanha, Bélgica, Holanda, República Checa, Suíça e Balcãs (Figura 1), através do transporte de pneus usados e da planta “bambu da sorte”. É atualmente considerada uma das mais invasoras espécies de mosquitos.

O mosquito tem um alcance de voo limitado, cerca de 200 metros, pelo que a sua dispersão ocorre principalmente através do transporte passivo em mercadorias e contentores.

 

Mosquito Aedes albopictus

Figura 1. Distribuição de Aedes albopictus na Europa em abril 2017

 

Entomologia

Os mosquitos Aedes albopictus adultos são pretos/escuros com manchas brancas ou prateadas. Distinguem-se de outras espécies de mosquitos devido à presença de uma linha média de cor esbranquiçada/prateada na zona dorsal do tórax.

A fêmea adulta do mosquito Aedes albopictus alimenta-se de sangue, de preferência humano, podendo também picar animais domésticos e selvagens. A sua picada é agressiva e provoca reação exuberante. Apresenta maior atividade durante o dia, alimentando-se sobretudo durante o início da manhã e o final da tarde, de preferência, ao ar livre.

Ciclo de vida do mosquito

O mosquito fêmea, quatro ou cinco dias depois de se alimentar, coloca ovos em pequenos reservatórios ou recipientes, acima da superfície da água. Quando a água (chuva ou rega) cobre os ovos, as larvas eclodem. Nesta fase, alimentam-se de pequenos organismos aquáticos, algas e partículas derivadas de plantas e animais. O ciclo de desenvolvimento de ovo para adulto pode ocorrer em 7 a 9 dias. Os mosquitos adultos sobrevivem durante cerca de três semanas.

A abundância de mosquitos tem um perfil sazonal, que depende de fatores ambientais como temperatura, luz e disponibilidade de água. Nos climas temperados, os mosquitos Aedes albopictus podem “hibernar” no inverno na forma de ovos. Em regiões tropicais e subtropicais as populações adultas permanecem ativas durante todo o ano. As temperaturas mais elevadas aceleram o desenvolvimento larvar, aumentando o número de mosquitos adultos.

Características do habitat

O mosquito Aedes albopictus tem uma capacidade de adaptação elevada e pode estabelecer-se em habitats silváticos (ex. floresta, bosque) e urbanos. Coloca ovos nos bordos internos de recipientes de água em zonas urbanas, suburbanas e rurais, assim como nas orlas das florestas, podendo ser encontrado em áreas com vegetação no interior e em redor de habitações. As formas imaturas (larvas e pupas) são, geralmente, encontradas em recipientes artificiais com água como pneus, vasos de flores, pratos sob vasos de plantas, urnas/vasos de cemitério, baldes, latas, calhas de chuva entupidas, lagoas ornamentais, tambores, tigelas de água para animais de estimação, tampas de garrafas, sarjetas, entre outros. Os habitats naturais mais comuns onde se encontram larvas são buracos de árvores ou rocha.

Efeitos para a saúde humana

A picada deste mosquito é agressiva, podendo provocar dor e comichão local, bem como reação exuberante com vermelhidão e inchaço. Pode transmitir vírus e parasitas causadores de doenças como: chikungunya, dengue, febre amarela, zika, encefalite japonesa e dirofilaria.

Para mais informações, consulte: