Serviço Nacional de Saúde | 40 Anos | 1979-2019
Direção-Geral da Saúde

HELICS-UCI

Coordenado pelo Dr. Eduardo Gomes da Silva, Director Clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Central, Telefone 218853783, FAX 218884939, E-mail eduardo.g.silva@netcabo.pt

O programa HELICS - UCI adopta o protocolo europeu para registo de infecção utilizando as definições dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC) e tem como finalidade alimentar uma base de dados europeia para as infecções mais relevantes.

O programa HELICS - UCI visa contribuir a nível nacional, para a avaliação da incidência da Infecção Nosocomial nas UCI. Este processo passa por uma grande interactividade com o HELICS Europeu, por treino dos profissionais que procedem à implementação do programa, por recolha e validação dos dados recolhidos e sua posterior divulgação, em primeiro lugar aos geradores desses mesmos dados e depois, a sua divulgação em locais como esta página.

Pretende-se que a informação estimule a monitorização da infecção a nível das UCI, criando indicadores úteis para a identificação e comparação de problemas, como a resistência aos antibióticos, prevalência de microrganismos epidemiologicamente importantes, perfil de consumo de antimicrobianos, entre outros.

São convidados a participar neste programa todas os hospitais que tenham UCI correspondendo à definição da Sociedade Europeia de Cuidados Intensivos. O programa considera para vigilância as infecções adquiridas nas UCI, tais como pneumonia, bacteriemia, traqueobronquite e infecção urinária.

As UCI foram estratificadas por níveis homogéneos e o projecto desenvolve-se de acordo com as directivas do ECDC. Os resultados são divulgados e discutidos com as unidades aderentes.

A base de dados deste programa está disponível em rede www.insa-rios.net. Para iniciar o processo de adesão ao programa, a UCI deve preencher a declaração de participação. Ver em "Como aderir ao programa"